CORITIBA FUTEBOL CLUBE – Fundado em 12 de Outubro de 1909

                       O Coritiba Futebol Clube foi fundado dia 12 de outubro de 1909. Muitas coisas aconteceram neste período, onde já foi do céu ao inferno, sim, porque em 1985 sagrou campeão brasileiro e em 2005 e 2009 foi rebaixado para a Segunda Divisão do futebol brasileiro. Mas vamos conhecer um pouco da história deste clube paranaense. No ano de 1909, diversos jovens se reuniam no Clube Ginástico Teuto-Brasileiro Turnverein, local onde os imigrantes e descendentes de alemães que residiam em Curitiba, se reuniam para a prática de esportes. Em uma das reuniões de julho a atenção de todos estava voltada para Frederico “Fritz” Essenfelder, importante membro do grupo, que apareceu no local com uma bola de couro na mão. Fritz apresentou o objeto aos colegas, explicando que se tratava de uma  bola de futebol,  demonstrou os  principais fundamentos daquele novo esporte, além de alguns relatos que deixaram todos entusiasmados.

                       Após aquele dia, Fritz e seus companheiros de clube, começaram a promover partidas entre eles no campo do Quartel da Força Pública. Algum tempo depois, chegou o convite para que disputassem uma partida contra um time formado por ingleses e funcionários que trabalhavam na estrada de ferro de Ponta Grossa. Na noite dia 12 de outubro de 1909, Fritz convocou uma reunião no antigo Theatro Hauer, para poderem tomar algumas decisões para a excursão que realizariam até o interior do estado. Foi nessa reunião que decidiram fundar a primeira equipe de futebol do estado do Paraná, primeiramente chamada de “Teuto-Brasileiro”. Após várias reuniões, finalmente no dia 30 de janeiro de 1910 foi mudado o nome para “Coritibano Foot Ball Club”, nome pelo qual os jovens foram tratados em Ponta Grossa quando lá jogaram. Dia 21 de abril de 1910, foi novamente alterado o nome do clube, que passou a chamar-se Coritiba Foot Ball Clube.

                     No dia 02 de julho de 1916, aplica uma goleada de 7×0 sobre o Spartano pelo campeonato estadual, se torna a primeira grande goleada do clube em jogos oficiais. O destaque do time no ano foi José Bermudes, mais conhecido como Maxambomba, que viria a se tornar o primeiro jogador de uma equipe paranaense a ser convocado para a seleção brasileira. Em 1921, no dia 15 de agosto, a vitória por 1×0 sobre Seleção Paulista, que era a base da Seleção Brasileira, isto coloca pela primeira vez o futebol paranaense em evidência a âmbito nacional. No dia 15 de agosto de 1926, vence a Seleção Gaúcha por 3×1. Os gaúchos tiveram seus uniformes roubados e jogaram com a camisa do Atlético-PR. Esta partida gerou o Dia do Atleta Coritibano. No mesmo ano, no dia 07 de novembro, aplica a maior goleada da história do Campeonato Paranaense, 13×1 sobre o Paraná Sports.

                    Em 28 de abril de 1940 coube ao Coritiba inaugurar o Pacaembu, um dos principais estádios do país. A convite da Federação Paulista, lá foi o Campeão Paranaense participar do evento e o curitibano Zequinha marcou o primeiro gol do estádio, fato registrado em placa. Neste jogo o Palestra Itália venceu o Coritiba por 6 a 2. Em 1971 o Coxa assume a hegemonia definitiva do futebol paranaense na chamada “década de ouro”. O título estadual abre a série do hexacampeonato (1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976), a maior sequência de vitórias na história do profissionalismo no futebol paranaense e 1978 e 1979 não deu outra, novo Bicampeonato. Ao todo o Coritiba sagrou-se campeão paranaense por 37 vezes.

                   Em 1985 acontece a maior glória do Coritiba e do futebol paranaense até então. Desacreditada, a equipe comandada por Ênio Andrade suplanta os desafios e conquista o título brasileiro vencendo nos pênaltis o Bangu em pleno Maracanã. Torcedores de Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo foram apoiar o Bangu, somando mais de 91 mil pagantes. Mesmo sendo campeão, o Coritiba terminou o Campeonato Brasileiro de 1985 com saldo de gols negativo. Mas, em 2005, após uma campanha aquém no Campeonato Brasileiro, o time é rebaixado para a Série B da competição. Naquele ano, o Coritiba teve a quarta maior média de público do campeonato, com 18.688 pessoas por jogo. No dia 3 de novembro de 2007, com quatro rodadas de antecedência, o Coritiba garantiu matematicamente o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Vitória no Couto Pereira. Em 2009 voltou a ser rebaixado e em 2010, voltou à elite do futebol brasileiro. Este ano de 2014, a situação está terrível e dificilmente escapará de mais um rebaixamento.

                   O Estádio Couto Pereira fica localizado no bairro do Alto da Glória, em uma das áreas mais centrais de Curitiba. A região conta com pequenos comércios, mas é predominantemente residencial. Pequeno bairro, mas com histórias curiosas, que estão ligados diretamente à cultura curitibana, principalmente em relação à fé e devoção do povo paranaense. O estádio está ao lado de uma das igrejas mais tradicionais e populares da cidade, a Capelinha de Nossa Senhora da Glória, que deu origem ao nome do bairro. Em 20 de novembro de 1932 era inaugurado o estádio Belfort Duarte, com o jogo Coritiba 4×2 América. Em 1977, com as obras já concluídas, o nome do estádio foi alterado de Belfort Duarte para Major Antônio Couto Pereira, em homenagem ao homem que deu o pontapé inicial para que esse monumento pudesse existir. O maior público foi de 70.000 pessoas, na Visita do Papa João Paulo II, dia 5 de agosto de 1980. Em partida de futebol, não coube ao Coritiba o maior público, mas sim num jogo entre Atlético Paranaense x Flamengo, no dia 15 de maio de 1983, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, quando tivemos um público de 65.463 pessoas. O Atlético venceu por 2 a 0.

                  Como surgiu o “Coxa”. Outubro de 1941. A Segunda Grande Guerra está em andamento e, pela primeira vez, a dupla Atle-Tiba decide um regional. Na primeira partida, disputada no Estádio Joaquim Américo no dia 19 de outubro, o dirigente adversário esbraveja a plenos pulmões: “alemão… quinta coluna… coxa-branca”, referindo-se a Hans Egon Breyer um zagueiro alemão do Coritiba. Os gritos acabaram servindo de estímulo à equipe alviverde, que vence por 3×1. Atualmente, em todo o país a equipe do Coritiba é carinhosamente conhecida como Coxa. Inclusive, na arquibancada o grito irrestrito de “Coxa” contagia multidões. O maior rival do Coritiba é o Atlético Paranaense. O primeiro Atle-Tiba oficial considerado válido para as estatísticas se deu em 8 de junho de 1924, no Parque Graciosa, pelo Campeonato Paranaense, em que o Coritiba goleou o Atlético pelo placar de 6 a 3. Esta humilde homenagem ao Coritiba, tem a intenção de mostrar ao leitor, que um grande clube só consegue tantas glórias e uma grande massa de torcedores se houver muito amor, dedicação e respeito e este é o caso do Coritiba Futebol Clube, o qual parabenizamos pelo seu 105 anos de fundação.

José Carlos de Oliveira

    

Deixe uma resposta