JOÃO PAULO: brilhou no Guarani e no Bari da Itália

                        Sérgio Donizeti Luiz nasceu dia 9 de julho de 1964, na cidade de Campinas (SP). Foi um ponta esquerda que encantou a todos com seu futebol veloz e muito eficiente, que deixava seus marcadores apavorados quando sabiam que iriam enfrenta-lo.

                        Começou sua carreira nas categorias de base do Guarani de Campinas, no começo dos anos 80. Logo foi levado ao time profissional. Já em 1986 começou a chamar a atenção no cenário futebolístico brasileiro durante o Campeonato Brasileiro, quando o Guarani foi vice-campeão brasileiro ao perder para o São Paulo.

                         João Paulo lamenta até hoje o pênalti no marcado pelo árbitro José de Assis Aragão naquela partida decisiva, que terminou empatado em 3×3 no tempo normal e prorrogação. Nos pênaltis deu Tricolor Paulista.

                          Naquele ano o Guarani tinha um time espetacular, que era assim formado; Sérgio Neri, Marco Antônio, Gilson Jáder, Ricardo Rocha, Zé Mário, Tosin, Marco Antônio Boiadeiro, Chiquinho Carioca, Evair e João Paulo.

                           Em 1988, ano em que o time campineiro novamente quase chegou próximo de um título estadual, pois foi vice-campeão perdendo na final para o Corinthians por 1×0, gol de Viola que estava começando a carreira. Nesse dia o Guarani jogou com; Sérgio Neri; Marquinhos Capixaba, Vágner Bacharel, Ricardo Rocha e Albéris; Paulo Isidoro, Barbiéri, Marco Antônio Boiadeiro e Neto; Evair e João Paulo.

BARI

                            Nesse mesmo ano de 1988, João Paulo deixou o Guarani e foi jogar na Itália, mais precisamente no Bari, que era uma equipe modesta do futebol italiano. Por lá ficou cinco anos e no ano de 1990, foi considerado o melhor jogador estrangeiro na Terra da Bota, mesmo disputando com jogadores de alto nível, como Maradona, Van Basten, Frank Rijkaard, Ruud Gullit, Lothar Matthaus, Rudi Vôller, Andreas Brehme, Careca, Toninho Cerezo, Evair e Amarildo. Apesar disso ele não teve chances com o técnico Lazaroni que não o convocou para a Copa de 1990, que foi disputada na Itália.

                             Infelizmente uma fratura na perna, ainda nos tempos de Bari, prejudicou bastante a carreira do jogador, que retornou ao Brasil em 1993 para defender o Vasco da Gama.

OUTROS CLUBES

                             Além do Vasco, João Paulo jogou também no Goiás,  Ponte Preta, Paulista de Jundiaí, Bahia, União São João de Araras, Corinthians em 1996, onde marcou quatro gols, entre outras equipes. E sempre mostrou muita habilidade, mesmo sendo um veterano. Em 2005 assinou contrato com o Independente de Limeira. Em 2009 jogou pelo Corinthians no Showboll.

                              Pela Seleção Brasileira disputou os Jogos Panamericanos de 1987 nos Estados Unidos, onde o Brasil foi o campeão, Jogos Olímpicos de 1988 e a Copa América de 1987 que foi disputada na Argentina e a Copa América de 1991 que foi disputada no Chile, que teve como campeão a Argentina, enquanto nossa seleção ficou em segundo lugar.

Em pé: Sérgio Neri, Marco Antonio, Ricardo Rocha, Fernando, Tozin e Zé Maria     –     Agachados: Chiquinho Carioca, Tite, Evair, Marco Antonio Boiadeiro e João Paulo
Em pé: Sérgio Néri, Valmir, Pereira, Vitor Hugo, Alberis, Tosin, preparador físico Lino Fachini e o repórter Paulo Monteiro   –     Agachados: Mário, Vagner Mancini, Washington, Zenon e João Paulo
Em pé: Sérgio Neri, Gilson, Almir, Ricardo Rocha, Marco Antônio e Tosin     –     Agachados: Chiquinho, Tite, Evair, Marco Antônio Boiadeiro e João Paulo
Postado em J

Deixe uma resposta